Formação Continuada dos Docentes

O programa vem à luz justamente para que os educadores possam estar em sintonia com os métodos mais inovadores de aprendizagem, e que consigam aperfeiçoar suas atribuições e competências para garantir formação superior que agregue valor a sua vida e carreira.

A Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino, Tecnologia e Cultura (FAPETEC) dará início no mês de março ao Programa Formação Continuada dos Docentes da Rede Pública Municipal do município de Taboão da Serra, em São Paulo.

Em parceria com a Universidade Brasil, o programa é destinado a professores, professoras e agentes públicos das escolas públicas municipais, com o objetivo de formar profissionais da educação de maneira íntegra, customizada e concentrada, com qualidade e portfólio amplo.
Por meio do convênio técnico-científico com a FAPETEC, a universidade será responsável por fornecer a certificação dos cursos de pós-graduação lato e stricto sensu, na modalidade a distância, bem como por oferecer espaço físico e material didático – tudo em conformidade com as diretrizes do Ministério da Educação.

Além da evidente tentativa de colaborar com a rede municipal de ensino, o projeto foi motivado pelas dificuldades impostas pela pandemia nos dois últimos anos. Sem tempo hábil para a necessária atualização, os docentes da rede pública se encontraram sem as ferramentas adequadas para se integrar às novas tecnologias e viram o abismo entre a rede pública e privada de ensino se aprofundar.

O programa vem à luz justamente para que os educadores possam estar em sintonia com os métodos mais inovadores de aprendizagem, e que consigam aperfeiçoar suas atribuições e competências para garantir formação superior que agregue valor a sua vida e carreira. “É primordial investir em estímulo de formação docente de forma contemporânea, ágil, acessível e imediata”, afirma Luis Sobral, responsável técnico pela implantação do projeto.

Serão 1.500 vagas disponíveis para os profissionais da rede pública. Os cursos de pós-graduação oferecidos serão os seguintes: Educação de jovens e adultos (EJA); Educação infantil; Educação em práticas inclusivas; Gestão escolar e Tecnologias educacionais. O início das aulas está marcado para o dia 14 de março. Antes disso, no dia 11 do mesmo mês, haverá um lançamento oficial do projeto em Taboão da Serra.

1/0