EDUCAÇÃO E SUSTENTABILIDADE: A IMPORTÂNCIA DO MEIO AMBIENTE


Em 1999, Jacques Delors definiu os quatro pilares da Educação, como conceitos para o Relatório da UNESCO, da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI. Editado sobre a forma de livro, intitulado “Educação: Um Tesouro a Descobrir”, o relatório direcionada fundamentos que incluem: aprender a conhecer (adquirir instrumentos de compreensão), aprender a fazer (para poder agir sobre o meio envolvente), aprender a viver juntos (cooperação com os outros nas atividades humanas) e, por fim, aprender a ser (conceito que integra todos os fundamentos anteriores).


Nesse contexto, os desafios da educação estão voltados para a transmissão, de forma maciça e eficaz, da informação e da comunicação, adaptadas à sociedade cognitiva. Isso seria a base das competências para o futuro. Ou seja, compete à educação e as formas de ensino encontrarem um método eficaz de repassar conhecimento, em meio ao turbilhão de informações efêmeras que invadem os espaços públicos e privados. Dessa forma, com a seleção correta do que é transmitido, seria possível orientar educando para projetos de desenvolvimento individual e coletivo.


Mas, o que isso tem a ver com a Sustentabilidade?


Jacques Delors apontou no relatório que, nas últimas três décadas do século XX, a sociedade foi inundada por notáveis descobertas e progressos científicos não só em países desenvolvidos, mas também, nos chamados emergentes (incluindo o Brasil). E nesse sentido, a humanidade passou a ter uma consciência ampla em relação aos perigos e riscos que ameaçam o meio ambiente; no entanto, é preciso dotar maiores recursos para a solução desses problemas.


É aí que está o questionamento: será que a humanidade já extraiu todas as consequências no que diz respeito ao desenvolvimento sustentável? Jacques Delors responde que esse é o grande desafio intelectual do próximo século.


Para uma Educação Sustentável ou Educação para Sustentabilidade


Compreendendo os quatro pilares da Educação, em conjunto com a realidade social contemporânea, que necessita pensar o meio ambiente, o campo de estudos para uma Educação Sustentável, ou Educação para Sustentabilidade, torna-se uma alternativa enérgica para conscientizar e orientar a sociedade. Nesse sentido, devemos pensar ações educativas que visem o bem-estar das atuais gerações, mas sem comprometer o desenvolvimento das gerações futuras.


Claro que, isso já é um fato conhecido e difundido em quase todo o mundo. Porém, como adotar ações que mobilizem essa Educação para a Sustentabilidade?


Primeiro, devemos entender que a educação é fundamental para a formação humana, pois possibilidade que os grupos sociais se reconheçam em aspectos culturais e políticos, ampliando noções de cidadania e emancipação social. Isto é, desenvolve valores de autonomia, pensamento crítico, liberdade e cooperação. Por isso, educar é um desafio no meio de tantas informações que nos cercam – é preciso ler criticamente.


Quando pensamos o meio ambiente, a leitura crítica é fundamental: a abordagem da Educação para Sustentabilidade necessita reconhecer as múltiplas possibilidades de atuação e ação, que estão entrelaçadas, e nos mostram os problemas humanos e ambientais. E é na interdisciplinaridade que isso é possível!


Nos estudos interdisciplinares o saber é aberto, dinâmico e ativo; o aluno não é um mero receptor passivo, mas também, o sujeito que porta como agente transformador. Desse modo, à medida que o conhecimento e a reflexão crítica ganham espaço, pode-se agir de uma determinada maneira, ou seja, incitar uma ação. Com isso, muda-se hábitos e a própria vivência no mundo. O aluno irá pensar não só sobre a sustentabilidade, mas ter comportamentos sustentáveis.



A FAPETEC e a Educação para Sustentabilidade


A FAPETEC, em seus inúmeros projetos, preocupa-se na orientação educacional para a Sustentabilidade, pensada de maneira crítica e reflexiva. Dessa forma, não somente mostrar à sociedade a importância do desenvolvimento sustentável, mas sim, adotar ações de mudanças comportamentais por meio de propostas educativas, sociais e culturais.


Nesse sentido, a FAPETEC busca integrar inúmeros campos do conhecimento em seus projetos, visando um ensino cidadão, consciente e autônomo, que irá refletir para o engrandecimento da sociedade.

Inscreva-se e fique informado sobre as tudo o que acontece por aqui...

© Fapetec 2020 – Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino, Tecnologia e Cultura | Todos os Direitos Reservados